No pé de uma serra ou na beira da calçada, o forró abraça gerações e incorpora tendências, mantendo-se como patrimônio vivo da música brasileira. É na força dessa mistura que nasce o Festival SanForró, projeto que propõe a valorização do ritmo entre os artistas potiguares e oferece ao público shows gratuitos para dançar e cantar no toque da sanfona. A primeira edição acontece no próximo sábado (12), no pátio da Funcarte, na Av. Câmara Cascudo, de frente para o Rio Potengi.

A estreia tem um mote especial. É o dia em que se celebra os 86 anos do mestre Elino Julião, nosso principal nome do forró, que nasceu em 13 de novembro de 1936. A data foi recém oficializada no RN como o Dia Estadual do Forró. O projeto acontecerá na véspera de seu aniversário, a partir das 16h, reunindo importantes artistas potiguares.

Toda estrutura será montada no pátio externo da Fundação Cultural Capitania das Artes, na Ribeira. O acesso será gratuito, não havendo qualquer tipo de cobrança de ingressos. É só chegar e cair no arrasta pé ao som de artistas de várias gerações. A programação começa com Dj Magrone (16h) com trilha de forró. Depois Hygo Sanfoneiro (17h) e na sequência tem Ivando Monte com participação de Dodora Cardoso. Às 20h, sobe ao palco o Forró Na Manha e encerra com Guilherme Ferri (DF/RN). 

“A gente quer promover o forró na nossa cidade de uma forma acessível, como eram os antigos forrós. De forma itinerante, queremos oferecer entretenimento gratuito e colaborar com a valorização dos artistas da cidade que abraçam o ritmo”, comentou o produtor Marcelo Veni. O SanForró conta com o patrocínio da Prefeitura de Natal e Unimed Natal, por meio do Programa Djalma Maranhão. 

O Forró Namanha completa 21 anos em 2022. É um dos grupos mais antigos a oferecer a musicalidade de resgate das raízes do forró tradicional, dando um toque de modernidade e inovação através de uma linguagem que mistura gírias do cotidiano urbano com expressões matutas do sertão nordestino, remetendo, assim, a um som bem humorado, convidativo e facilmente consumido pelos mais diversos perfis de público. Namanha mistura forró- pé-de-serra com outros ritmos como Xaxado com Coco, Ciranda com Xaxado, Coco com Maracatu e Baião. O repertório passeia por músicas autorais e de Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro, Dominguinhos e Marinês. No São João de 2022 recebeu na Arena Das Dunas o Prêmio Elino Julião por sua trajetória musical.

Com 35 anos de carreira, Ivando Monte é compositor premiado e reconhecido pelas letras poéticas. O show Minha Missão é centrado na musicalidade nordestina e também título da música carro chefe do EP e Clipe recém lançados, onde relata as dificuldades que as pessoas têm de ver a música e a arte como uma profissão. “Eu canto desde os 17 anos, e a minha musicalidade é inspirada por nomes como Noel Rosa, Morais Moreira e Chico Buarque. O Samba, o Baião, o Frevo e o Forró são ritmos que muito contribuíram para a minha formação artística e musical”, diz Participam da banda os músicos Lipe Guedes (Sanfona), Raphael Almeida (Cavaco), Sérgio Preto (Baixo) e Canindé Baterinha (Percussão).

Com 44 anos de carreira, Dodora Cardoso é um ícone da música norte-rio-grandense. Nesta participação, ela terá a oportunidade de interagir com o público, do qual está afastada desde o início do período de distanciamento social e homenagear um artista a quem admira, mestre Elino. Dodora atua na cena musical há 42 de seus 62 anos. Consolidou sua carreira participando das principais bandas de baile dos anos 70, 80 e 90, a exemplo da famosa Circuito Musical. A cantora tem sete CDs gravados até o momento.

O San Forró também apresenta nesta edição o show inédito de Guilherme Ferrí. artista natural de Brasília/DF mas potiguar de coração. Guilherme desponta no cenário regional do forró cantando músicas do seu projeto autoral e também sucessos nacionais. Em seu instagran (@guilhermeferri_) vídeos caseiros repletos de musicalidade, afinação e paixão pelo que faz. Na plataforma TikTok, o cantor já reúne quase 50mil seguidores que o acompanham em seu trabalho através das músicas e das famosas dancinhas. 

Sobre Elino Julião

Nascido em Timbaúba dos Batistas em 13 de novembro de 1936 e falecido em 2006, vítima de um aneurisma, o cantor e compositor de forró Elino Julião se tornou referência em relação à música e cultura popular nordestina. Entre seus grandes sucessos estão “Rabo do Jumento”, “Sombra do Juazeiro” e “Forró da Coréia”. Elino morou no Rio de Janeiro e lançou discos pela extinta CBS (atual Sony) e também pela Phillips. No início dos anos 2000 o  forrozeiro lançou pelo Nação Potiguar os CDs “Canto do Seridó I” e “Canto do Seridó II”, que estão disponíveis nas plataformas digitais 

Serviço

  • Festival Sanforró – 1ª edição
  • Quando: dia 12, a partir das 17h;
  • Onde: Pátio da Fundação Capitania das Artes (Av. Câmara Cascudo, beira do Rio Potengi)
  • Entrada gratuita

Atrações:

  • 16h – DJ Magrone ( especial de Forró
  • 17h – Hygo Sanfoneiro
  • 18h – Ivando Monte participação Dodora Cardoso
  • 20h – Forró NaManha
  • 22h – Guilherme Ferri
Publicidade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s